Fallout Wiki
Advertisement
Fallout Wiki

 
Gametitle-FO76.pngGametitle-FO76 WL.png
Gametitle-FO76.pngGametitle-FO76 WL.png

Por toda a América, eles foram os primeiros a correr perigo: os corajosos bombeiros, policiais e médicos profissionais que serviram corajosamente a suas comunidades. Depois que as bombas caíram, eles formaram os Protetores. A missão deles - ajudar um ao outro ... não importa o custo.

— @Fallout[1]

Os Protetores eram uma organização voluntária de assistência em desastres que operava em Appalachia após a Grande Guerra, dedicada a ajudar as comunidades locais a sobreviver. Em 2102, a facção foi exterminada. No entanto, em 2103, quando as pessoas começaram a retornar a Appalachia, pessoas como Heather Ellis começaram a reviver os Protetores.

Visão Geral

Após a Grande Guerra, o grupo de emergências de Appalachia se mobilizou para ajudar os sobreviventes. Esses Protetores se tornaram parte governo, parte alívio de crises,[2] fornecendo treinamento automatizado de sobrevivência a qualquer pessoa necessitada.[3] Como a sobrevivência e a segurança se tornaram primordiais após a devastação, os Protetores tentaram desesperadamente ajudar o maior número de pessoas possível.[4] Seus objetivos incluíam ajudar as pessoas que passaram pelo holocausto nuclear ou nasceram depois que a poeira baixou. Eles estabeleceram vários locais em toda a Virgínia Ocidental em uma tentativa de estabelecer alguma aparência de lei e ordem.[5]

Charleston se tornou o coração da reconstrução dos Apalaches com os Protetores na linha de frente - então ainda considerados "apenas" os primeiros protetores, a cidade tinha uma chance real de ser reconstruída rapidamente. Problemas com o grande volume de refugiados, no entanto, os forçaram a negar pedidos de ajuda e racionar os suprimentos. Isso incluiu os sobreviventes da Estação de Esqui do Vale Agradável. Humilhados e largados sem ajuda, os sobreviventes se uniram sob a liderança de David Thorpe, um homem frio e brutal que os transformou no que futuramente seria os Invasores de Appalachia. Foi um que eles pagariam caro.[6]

O Dilúvio de Natal

Charleston continuava a crescer e, em 2082, um ataque de invasores liderados por Rosalynn Jeffries foi segurado pelos Protetores, depois que foi descoberto antes de maiores problemas. Rosalynn foi ferida e feita prisioneira junto com alguns dos outros invasores. Até então, os Protetores estavam administrando a cidade com sucesso. Eles estavam confiantes em sua posição contra os invasores e pensaram que encará-los em seu território natal nas montanhas seria o ideal. Os Protetores esperavam poder fazê-los deixá-los em paz em troca dos prisioneiros. Eles estavam errados. Thorpe estava convencido de que Rosalynn estava morta e queria vingança. Usando mini-ogivas nucleares roubadas da Irmandade do Aço, ele explodiu a Barragem de Summersville na manhã de Natal de 2082.[7]

Num piscar de olhos, os Protetores perderam quase tudo, incluindo suas casas, suprimentos e a maioria de seus amigos e familiares. Apesar de terem sofrido a devastação, eles sobreviveram, e mantiveram viva a ideia dos Protetores e se reassentaram no Aeroporto de Morgantown.[8]

Artigo principal: O Dilúvio de Natal

Reconstruindo

Apesar da devastação, os Protetores não desistiram. Morgantown provou ser uma grande aposta, pois depois de conter o problema com as gangues locais, eles tinham uma base localizada no centro dos Apalaches, distante dos clãs invasores das montanhas e estabelecendo contato com os Estados Livres e a Irmandade do Aço dos Apalaches. Eles até se expandiram para Flatwoods[9] e começaram a reconstruir algumas das antigas infraestruturas da cidade para produzir alimentos e fornecer segurança.[10]

Seu acesso a alimentos, remédios e outros suprimentos essenciais era fundamental para seu relacionamento com os Estados Livres e a Irmandade, com caravanas atravessando com frequência a Divisa Selvagem. Quatro anos após o dilúvio, em janeiro de 2086, eles atingiram o ápice de seu poder e influência enquanto lutavam contra os Super Mutantes em Huntersville, ao lado das tropas blindadas da Paladina Taggerdy. A vitória pareceu sinalizar o início de uma nova era para os Apalaches, pois os Protetores e a Irmandade forjaram uma aliança e suas patrulhas conseguiram até reprimir os invasores das montanhas (aqueles que ainda não foram tratados pela ofensiva da Ordem dos Mistérios).[11]

No entanto, as coisas não seguiriam como planejado. A Enclave, escondida dos olhares indiscretos, se separou em uma guerra civil depois que o Presidente Thomas Eckhart decidiu seguir o seu caminho e forçar os sistemas de segurança automatizados a elevar o nível do DEFCON, lançando as Bestas Chamuscadas em Appalachia, depois de tentar os Drones Chineses, os Super Mutantes de Huntersville e outras monstruosidades. A guerra civil que destruiu a facção libertou as feras, que rapidamente infestaram o Pântano Cranberry e começaram a se espalhar pelas áreas adjacentes. A aparição dos chamuscados foi um choque para todos os sobreviventes que entraram em contato com eles, assim como a Praga que eles espalharam. Os Protetores decidiram revidar, organizando uma força de combate especial chamada Sopra-Fogos, usando a experiência de Melody Larkin e Hank Madigan, um desertor da Irmandade, para treinar e organizar combatentes de elite. Eles enfrentariam os horrores do ermos e protegeriam as terras a oeste dos Apalaches dos chamuscados.[12]

Falha de visão

No entanto, os Protetores não consideraram o cenário geral. Maria Chávez, a líder em comando, não acreditava que a ameaça fosse tão grave quanto a Irmandade fez parecer e detestava seu militarismo e demandas repetidas por suprimentos. O que apenas alguns anos antes parecia ser uma aliança duradoura estava se decaindo rapidamente, culminando em 12 de março de 2095, quando a Irmandade exigiu informações sobre o projeto de Amy Kerry a mão armada. Embora Chávez tenha cedido, as relações foram afetadas permanentemente.[13] A queda da Irmandade em agosto de 2095 deixou os Protetores sozinhos no quadro e foi uma questão de tempo até que os chamuscados finalmente os eliminassem. Os invasores, fugindo desesperadamente da Divisa Selvagem, varreram a Floresta, destruindo muitos dos postos avançados dos Protetores, incluindo Flatwoods.

A liderança do Protetores percebeu seu erro, mas tarde demais para fazer a diferença. O projeto de pesquisa de uma vacina no Centro Médico AVR foi lançado tarde demais para fornecer uma cura a tempo de proteger os Sopra-Fogos. Em setembro de 2096, todas as peças estavam no lugar para criá-la, mas as quebras de comunicação devido a ataques chamuscados constantes impediram a Dr. Hudson de concluí-lo e os Sopra-Fogos foram forçados a iniciar sua operação para selar o túnel Big Bend e ganhar tempo para Appalachia sem ele. A operação ocorreu no final de outubro e falhou. Como também Hank Madigan em sua tentativa de estabelecer o Sistema de Detecção de Chamuscados desenvolvido em conjunto com os Estados Livres, ele foi capturado e morto pelos invasores. Finalmente, o Aeroporto de Morgantown caiu após uma defesa desesperada contra hordas de bestas chamuscadas em 7 de novembro de 2096. Os Protetores foram exterminados.[14]

Em 2102, quase todos esses locais foram invadidos por mutantes ou foram perdidos, deixando para trás uma infinidade de artefatos e equipamentos funcionais para os moradores emergentes do Refúgio 76 acharem e usarem para reconstruir a civilização novamente.[5]

No entanto, cerca de um ano depois, em 2103, quando as pessoas voltaram para Appalachia, Heather Ellis, que havia retornado com os colonos, mudou-se para Flatwoods, descobriu a história dos Protetores e decidiu reviver o grupo e seus esforços, tornando-se um ela mesma, continuando a morar em Flatwoods com seu cachorro Chloe e usando o macacão paramédico dos Protetores para mostrar seu apoio para reviver o grupo. Outra garota, Tiffany Brantley, decidiu se juntar à elite dos Protetores os Sopra-Fogos no Departamento de Bombeiros de Charleston, já vestida com seu uniforme de Sopra-Fogo.

Organização

Fundadores dos Protetores: da esquerda para direita, Jeff Nakamura, Maria Chavez, Melody Larkin, Sanjay Kumar

Os Protetores tinham uma estrutura horizontal descentralizada, projetada para atender às necessidades das pessoas sob seus cuidados e ajudá-las. Trens regulares de abastecimento foram estabelecidos entre as fazendas próximas e a sede do Protetores, com membros designados para sua proteção, como Jerry Abernathy. Para uma resposta rápida em emergências, os Protetores também estabeleceram uma equipe de resposta a emergências, treinada por Felix O'Dell e composta por Derek Castle (guarda e escolta), Veronica Chang e Kevin Trayjor (médicos de campo).[15]

Nos primeiros anos, os Protetores operavam amplamente sob suas cadeias de comando pré-existentes (polícia, paramédicos, bombeiros etc.), ignorando as tentativas do Governo de Emergência de Charleston de afirmar sua liderança sobre eles. No entanto, essa estrutura inicial estava longe de ser unificada e exigia bastante acordo e diplomacia para impedir que se desmoronassem. Esse problema foi exposto menos de um ano após a guerra, quando os Protetores se depararam com o problema do domínio de mão de ferro do Chefe Mayfield sobre Morgantown. Depois que ele ordenou que seus policiais abrissem fogo contra os estudantes rebeldes da VTU e impusesse um toque de recolher obrigatório, Melody Larkin percebeu que bater de frente com ele colocaria em risco separar os Oficiais de Lei da organização.[16]

Ironicamente, foi a inundação de Charleston que solidificou a liderança estruturada e a forçou a se transformar em uma estrutura muito mais eficiente e unida. Depois de mudar as operações para o Aeroporto de Morgantown, a facção foi efetivamente guiada por cinco membros seniores: Maria Chavez (Protetora sênior e líder de fato), Claire Hudson (médica chefe), Sanjay Kumar (engenheiro chefe), Melody Larkin (treinadora de combate), e Jeff Nakamura (intendente). No entanto, a divisão do trabalho foi realizada com base no mérito, com os Protetores seniores trabalhando em conjunto com os membros mais novos. A unidade de combate Sopra-Fogos foi uma exceção notável, operando com uma rigorosa cadeia de comando sob Melody, por uma questão de necessidade.

Classificações

Um pôster dos Protetores pedindo voluntários

  • Protetores Seniores: A liderança de fato da organização, geralmente pessoas que estão na organização desde o início.
  • Protetores: eram membros totalmente treinados da facção, cada um com um emprego, uma especialidade e uma atribuição de habitação. O trabalho dos Protetores era ajudar todos, inclusive voluntários e candidatos.
    • Sopra-Fogos: Uma unidade de combate de elite, especializada em combates em áreas tóxicas do ermos, especialmente o Monte das Cinzas
  • Voluntários: pessoas que foram submetidas ao treinamento automatizado, desfrutando de rações semanais nos quiosques de autoatendimento, acesso a Vigia da Floresta e outros serviços de comunicações dos Protetores e um desconto nos fornecedores oficiais. Como os Protetores, os voluntários também tinham empregos, especialidades e atribuições de habitação. Os sobreviventes registrados para se tornarem voluntários com um Protetor ou no quiosque de registro de autoatendimento. Sobreviventes e candidatos se tornavam voluntários participando de dois experimentos e / ou sessões de treinamento.
  • Candidatos Voluntários que estão em treinamento (automatizado ou sob outro Protetor) ou são jovens demais para se tornarem Voluntários ou Protetores. Aos 13 anos, os candidatos poderiam ser promovidos. Enquanto os candidatos recebiam moradia, eles não recebiam empregos ou especialidades.

Divisões

Sopra-Fogos

Artigo principal: Sopra-Fogos

Liderados por Melody Larkin, essa divisão foi montada com o objetivo de explorar o Monte das Cinzas algum tempo após a formação dos Protetores.[17] Eles se estabeleceram no antigo Departamento de Bombeiros de Charleston e compostos de uma mistura do D.B de Charleston e Voluntários do pós-guerra. Os jogadores podem se tornar Sopra-Fogos realizando os exames necessários durante a missão Dentro do Incêndio.

Paramédicos de Flatwoods

Seu uniforme é umas das recompensas após a conclusão da linha de missão principal em Flatwoods. Juntamente com as principais forças de Protetores em Flatwoods, eles prestaram serviços médicos e ajudaram no recrutamento de esforços antes que os Chamuscados invadissem o Aeroporto de Morgantown.

Força Policial dos Protetores

Seu uniforme é uma das recompensas após a conclusão da linha de missão principal em Morgantown.

  • D.P de Morgantown. - ajudou na defesa em larga escala do Aeroporto de Morgantown e também protegeu civis dentro da própria cidade. A maior parte da força policial foi exterminada na defesa fracassada contra os chamuscados, e muitos policiais parecem ter se transformado em chamuscados.
  • D.P de Charleston - responsáveis por manter a lei e a ordem na cidade de Charleston, eles foram varridos junto com a maior parte da cidade após a captura da invasora Rosalynn Jeffries, à qual seu parceiro David Thorpe respondeu roubando uma mini-ogiva nuclear e destruindo a Barragem de Summersville, no que passou a ser chamado de O Dilúvio de Natal.

Tecnologia

Os Protetores dependiam muito da infraestrutura e equipamentos já existentes que recuperaram das unidades policiais, médicas e de combate a incêndios em Appalachia. O mais notável é que eles tinham uma grande rede de Protectrons e Eyebots reajustados para ajudar a comunidade e automatizar o treinamento e o trabalho, embora tendessem a ser um pouco não confiáveis devido a problemas mecânicos e de programação defeituosa. Sanjay Kumar e Miguel Caldera eram indispensáveis para manter a frota operacional.[18]

Vigia da Floresta

O Vigia da Floresta era uma rede automatizada de robôs estabelecida para monitorar a região da Floresta, onde os Protetores operavam. Principalmente um sistema de alerta precoce, foi estabelecido para compensar a taxa de atrito dos Protetores devido à pressão dos Invasores, Chamuscados e outros problemas. Os robôs eram mais fáceis de substituir, manter e permitiam o monitoramento 24 horas por dia. Sanjay Kumar e Chelsea McKee eram responsáveis pelo estabelecimento e manutenção da rede. O trabalho deles mostrou-se particularmente resistente, já que o Vigia permaneceu ativo até 2102, transmitindo alertas automáticos sobre robôs defeituosos, matilhas de lobos mutantes e outros avisos. Eles se mostraram indispensáveis para os moradores do Refúgio 76 em seu ressurgimento.[19][20][21]

Relações externas

Os Protetores mantiveram um relacionamento desagradável com a Irmandade do Aço, enquanto a Irmandade tentava recrutar Protetores qualificados para se juntar ao novo Capítulo dos Apalaches. A organização não possuía o equipamento ou a experiência necessária para ser uma unidade militar como a Irmandade, pois muitos de seus equipamentos vinham de suas origens como serviços civis de emergência, o que significava que os membros desse calibre eram necessários e escassos. Assim como a Irmandade, os Protetores lutaram contra os Chamuscados, e também pesquisaram um meio de desenvolver uma vacina contra a Praga Chamuscada, mas seus esforços acabaram por fracassar e foram eliminados pouco antes da abertura do Refúgio 76. Há evidências de uma estação de rádio protetora que operava antes da destruição do grupo.[22]

Membros Notáveis

2077–2096

Membros Seniores
Sora-Fogos
  • Veja membros conhecidos
Equipe de Resposta Rápida
  • Derek Castle (guarda)
  • Veronica Chang (médico de campo)
  • Kevin Trayjor (médico de campo)
Comboios de Abastecimento
  • Jerry Abernathy (guarda / acompanhante)
Vigia da Floresta
Divisão de Crimes Graves
  • Atkins (Charleston)
  • Goldman (falecido)
  • Smith (Charleston)
Flatwoods
  • Dassa Ben-Ami (líder)
  • Miguel Caldera (roboticista)
  • Colonel (voluntário)
  • Kesha McDermott (especialista em tratamento de água)
  • Delbert Winters (cozinheiro e treinador)
Outros
  • Lucas de Blaison (voluntário)
  • Darion Jones (fabricante de munição)
  • Cullen McLeeder (voluntário)
  • Felix O'Dell (treinador de resposta a emergências)
  • Scott Shepherd (enfermeiro)
  • David Strauss (técnico em informática)
  • Lillian Thompkins (provisionador)
  • Garry Wilkins (mensageiro)
  • Sofie Yates (voluntária)
  • Ryan Zelnack (especialista em drogas)
  • Marcus Haines

2102–diante

Flatwoods
  • Heather Ellis (2103; segunda fundadora e voluntária)
Charleston
  • Tiffany Brantley (2103; Sopra-Fogo iniciante)
Outros

Ambos os períodos

Robôs
  • Bernie (Sopra-Fogos)
  • Responders vendor (The Whitespring Resort)
  • Vendor bot Responder (vários)
  • Vendor bot Responder (encontro aleatório)
  • Steelheart (Morgantown)
  • Mr. Fluffy (Aeroporto de Morgantown)
  • Vendor bot Bob (Flatwoods)
  • Vendor bot Chad (Camden Park)
  • Vendor bot Greg (Grafton)
  • Vendor bot Mack (Charleston)

Interações com o Jogador

  • Os Protetores são o primeiro vestígio de sobreviventes que os jogadores provavelmente encontrarão depois de deixar o Refúgio 76, com o cadáver de um voluntário em um macacão Red Rocket encontrado encostado a uma lâmpada próximo a entrada do Refúgio. O registro como Protetor Voluntário é uma parte indireta da missão Primeiro Contato, onde o jogadores são instruídos a procurar a Supervisora do Refúgio 76 em Flatwoods. Eles podem usar os quiosques de auto-registro ainda ativos para iniciar seu registro como um Protetor certificado, iniciando Primeiro Matar a Sede. A missão principal leva o jogador a se juntar ao Sopra-Fogos, uma unidade de elite dos Protetores, antes de soltá-los em Appalachia.
  • Vendedores Protetores estão localizados principalmente nas estações de trem e seus bases.
    • Estações de Trem com Vendedores Protetores: Estação de Grafton, Estação de Morgantown, Estação de Charleston, Estação de Welch, e Estação de Lewisburg.
    • Outros robôs vendedores são encontrados na Igreja de Flatwoods, Aeroporto de Morgantown, Camden Park e Corpo de Bombeiros de Charleston.

Vendedores

Os robôs vendedores dos Protetores oferecem os seguintes itens:

Ammo
Gunpowder, .45 caliber, 10mm, .38 caliber, .44, shotgun shells.
Consumables
Stimpak, Rad-X, blood pack, plus various raw and processed meat-based consumables.
Components (bulk)
Adhesive, aluminum, gears, wood.
Mods
Excavator power armor mods, nearly all mods at random.
Weapons (melee)
Board, knuckles, meat hook, boxing glove, pool cue, rolling pin, switchblade, tire iron, walking cane, shovel, Bowie knife, drill, fire axe, golf club, gatchet, pickaxe, pitchfork, sickle, baseball bat, baton, knife, lead pipe, machete, and sledgehammer.
Weapons (ranged)
.44 pistol, pump-action shotgun, 10mm pistol, hunting rifle, pipe gun (regular), and tomahawks.
Weapon plans

Predefinição:Cols

Workshop plans

Predefinição:Cols

Armor
Random metal and leather armor pieces, generic underarmors.

Notas

O Uniforme Policial genérico conta para o desafio "Subir de nível enquanto estiver vestindo" que exige um uniforme dos Protetores.

Aparições

Os Protetores aparecem apenas em Fallout 76 e Wastelanders.

Galeria

Referências

  1. Fallout Twitter
  2. Tela de carregamento do Fallout 76: "Após a Grande Guerra, o grupo de emergências de Appalachia se mobilizou para ajudar seus concidadãos. Esses Protetores se tornaram parte governo, parte alívio da crise".
  3. Tela de carregamento do Fallout 76: "Os Protetores forneciam treinamento de sobrevivência automatizado para qualquer pessoa necessitada. E era um pouco necessário".
  4. Tela de carregamento do Fallout 76: "A sobrevivência e a segurança se tornaram fundamentais após a devastação da Grande Guerra, e os Protetores tentara, desesperadamente ajudar o maior número possível de sobreviventes".
  5. 5,0 5,1 Guia de Jogo oficial do Fallout 76
  6. O Dilúvio de Natal
  7. O Dilúvio de Natal
  8. Entradas de terminal de Charleston
  9. Entradas de terminal de Flatwoods
  10. Evento: Alimente as Pessoas
  11. Entradas de terminal de Riverside Manor
  12. Lt. Thomas' Action Report
  13. Entradas de terminal da Tygart water treatment
  14. Entradas de terminal do Centro Médico AVR
  15. Entradas de terminal do Aeroporto de Morgantown
  16. Entradas de terminal do Capitólio de Charleston; Terminal de Poole, Morgantown
  17. Os Sopra-Fogos
  18. Holodisco de configuração do Protectron Protetor
  19. Entradas de terminal do Aeroporto de Morgantown; Terminal do QG dos Protetores, Outros Membros
  20. Solo Fértil - Mensagem: "Mensagem automatizada. O Vigia da Floresta detecta que todos os supervisores estão desativados. Bom trabalho. A equipe de resposta prossegue para o Ag Center e chega ao Mainframe. Você precisa redefinir os parâmetros de direcionamento do Farmhand. Isso deve manter nosso pessoal seguro na área . Seja cuidadoso."
  21. Entradas de terminal de Morgantown; Terminal do QG dos Protetores, Dia 24
  22. Entradas de terminal de Riverside Manor
Wastelanders
Advertisement